Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
AVIAÇÃO REGIONAL

Secretaria realiza visita técnica a aeroportos regionais do RS

  • Publicado: Segunda, 05 de Dezembro de 2016, 18h30
  • Última atualização em Sexta, 06 de Janeiro de 2017, 12h40

Representantes da SAC discutiram investimentos prioritários do programa de Aviação Regional no Estado.
Novo aeroporto de Caxias do Sul deve iniciar obras em 2018

 aeroporto passofundo

Aeronave desembarca passageiros no aeroporto de Passo Fundo (Imagem:SAC-Divulgação)

Representantes da Secretaria de Aviação Civil do Ministério dos Transportes realizaram visita técnica aos aeroportos contemplados pelo Programa de Aviação Regional no estado do Rio Grande do Sul. A agenda começou no aeroporto de Passo Fundo, seguindo pelo terminal de Caxias do Sul e encerrando em missão a Canela, onde estudaram projetos futuros para o aeródromo local.

A visita a Passo Fundo teve o objetivo de avaliar a configuração do novo pátio de aeronaves, com seis posições, e do terminal de passageiros, com área de aproximadamente 2.160 m2 a serem construídos, além de checar os detalhes da recuperação da pista de pouso e decolagem, regularização das faixas de pista e construção de uma nova seção contraincêndio.

O aeródromo encontra-se na fase final de execução do Anteprojeto, etapa em que são elaborados os projetos de engenharia, com previsão de conclusão no início de 2017. O projeto já possui licença ambiental emitida pela FEPAM (Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luiz Roessler).

“Após o cumprimento dessa etapa, damos início à licitação, o que possibilitará o subsequente início das obras que tornarão o aeroporto 100% operacional” pontuou o coordenador-geral da Secretaria de Aviação Civil, Marcio Maffili. Durante a visita, os representantes foram acompanhados pela Diretora do Departamento Aeroviário do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, Ligia Alves.

NOVO AEROPORTO - Em Caxias do Sul, a discussão foi sobre a construção de um novo aeroporto para o município, no distrito de Vila Oliva. A visita contou com a presença do prefeito Alceu Barbosa e do prefeito eleito Daniel Guerra, além de representantes civis e imprensa.

Segundo o diretor do departamento do PROFAA (Programa Federal de Auxílio a Aeroportos), Eduardo Bernardi, a Secretaria de Aviação Civil avaliou que o atual aeródromo da cidade apresenta sérias limitações para a ampliação de suas instalações, por estar envolvido pela malha urbana. “Diante dessa situação, a Secretaria já iniciou, com apoio do Governo do Estado, os projetos para a nova área escolhida” explicou o diretor do departamento do Programa Federal de Auxílio a Aeroportos PROFAA, Eduardo Bernardi.

Para o novo projeto, já foram executados Estudo de Viabilidade Técnica (EVT) e levantamento topográfico, concluídos e aprovados em setembro de 2016. Para o aeródromo estão previstos pista de pouso e decolagem de 1930 X 45 metros, terminal de passageiros com aproximadamente 4.500 m2, pátio de aeronaves com oito posições e estacionamento de veículos com 500 vagas. A Secretaria aguarda a validação da FEPAM, com previsão de conclusão no final de 2017, e licitação das obras em 2018. “Discutimos também a questão das desapropriações indispensáveis para o empreendimento, que estão a cargo do Estado e do Município, contrapartida necessária para o início das obras”, alertou Eduardo Bernardi.

A importância da nova localização foi explicada pelos técnicos da Secretaria: o futuro aeroporto está localizado próximo da região central da Serra Gaúcha, possibilitando acesso a polos turísticos como Gramado e Canela, que recebe cerca de sete milhões de turistas por ano.

A equipe visitou, ainda, o aeródromo de Canela, acompanhada do prefeito da cidade, Cleo Port. Foram tratadas as expectativas de investimentos do Programa para adequar a atual operação do aeroporto de Canela, com foco no aumento da sua capacidade e segurança da operação de aeronaves de pequeno porte.

A Secretaria vai realizar estudos para avaliar a possibilidade de alargamento da pista (hoje com 18 metros de largura), além de recuperação de pavimentos e regularização das faixas de pista e sinalização. “Esperamos concluir os estudos em fevereiro de 2017, quando trataremos do assunto novamente com a prefeitura e estado” afirmou o coordenador-geral da Secretaria de Aviação Civil, Marcio Maffili.

CONEXÃO REGIONAL – O Programa de Aviação Regional da Secretaria de Aviação Civil vai investir cerca de R$ 7,3 bilhões na construção ou reforma de 176 aeroportos em todo o território nacional. O programa foi criado com o objetivo de conectar o Brasil e levar desenvolvimento e serviços sociais a lugares distantes das capitais brasileiras.

Os recursos são oriundos do Fundo Nacional da Aviação Civil (FNAC), composto por taxas e outorgas da aviação, que só podem ser investidos de volta no próprio setor. A contratação das empresas responsáveis pelos estudos e obras é feita diretamente pelo governo federal, sem repasse de verbas a estados ou municípios.

O programa trabalha para encurtar distâncias, aproximando moradores e turistas dos aeroportos brasileiros. O objetivo é que 96% da população esteja a, no máximo, 100 quilômetros de um terminal aeroportuário. Hoje, mais de 40 milhões de brasileiros vivem a centenas de quilômetros do aeroporto mais próximo da região.

Assessoria de Imprensa
Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil
Telefone: (61) 2029.7037
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Twitter: @AviacaoGovBr
Facebook: www.facebook.com/AviacaoGovBr
Instagram: www.instagram.com/aviacaogovbr
Flickr: www.flickr.com/photos/aviacaogovbr

registrado em:

Notícias Relacionadas


Fim do conteúdo da página