Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
15 de agosto

Risco aviário é tema de encontro entre Abear e Ministério Público

:: :
Publicado: Terça, 15 de Agosto de 2017, 17h54 | Última atualização em Terça, 15 de Agosto de 2017, 17h54

A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) iniciou uma série de reuniões com representantes do Ministério Público (MP) de diversos estados para tratar do controle da presença de aves nas proximidades de aeródromos. O primeiro encontro ocorreu no mês de julho, em São Paulo, que concentra grande número de aeroportos – Guarulhos, Congonhas, Viracopos e o Campo de Marte. A próxima reunião será com o MP do Rio de Janeiro, no dia 31 de agosto.


A proposta é sensibilizar o Poder Público a respeito do assunto. O levantamento do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) mostra que o número de colisões de aviões e pássaros tem crescido anualmente. Em 2010 foram 998 ocorrências e, em 2015, foram mais de 1.800.


Em 2012, foi criada a Lei 12.725 que proíbe atividades que atraiam animais para as proximidades de aeroportos. Mas, o grande problema continua sendo o uso irregular do solo e locais de descarte inadequados. Dados da Secretaria do Meio Ambiente de São Paulo mostram que desde dezembro do ano passado já foram fechados 16 lixões irregulares, públicos e privados no estado.

Mais informações com a Abear.

Assessoria de Comunicação
Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil

registrado em:
Fim do conteúdo da página