Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
180 DIAS

180 dias: Ministério da Infraestrutura realiza leilões e inaugura obras vitais para setor

  • Publicado: Segunda, 15 de Julho de 2019, 11h53
  • Última atualização em Terça, 23 de Julho de 2019, 16h04
  • Acessos: 7894

Além das concessões de 12 aeroportos, 10 áreas portuárias e de trecho da Ferrovia Norte-Sul, pasta entregou importantes obras em todos os modais de transporte; confira.

WhatsApp Image 2019 07 15 at 12.23.23"Ministro Tarcísio Gomes de Freitas apresenta para jornalistas balanço das ações do ministério nos primeiros 6 meses de governo". Foto: Alberto Ruy/MInfra

180 dias A lista de ações do Ministério da Infraestrutura nos seis primeiros meses do governo é vasta e promete crescer ainda mais. Foram realizadas 23 concessões de aeroportos, terminais portuários e de importante trecho da Ferrovia Norte-Sul. Tudo em busca da missão de otimizar os recursos públicos e de transferir o máximo de ativos para a iniciativa privada.

LEIA MAIS: Confira a carteira de projetos do Ministério da Infraestrutura até 2022

Em março, houve o leilão de 12 aeroportos divididos em três blocos, com ágio de mais de 900% e previsão de arrecadação total de R$ 4,2 bilhões para o Governo Federal ao longo dos 30 anos de concessão. No setor portuário, foram arrendados, em abril, dez terminais, sendo três em Cabedelo/PB, um em Vitória/ES e seis em Vila do Conde/PA. As dez áreas têm previsão de assinatura de contrato até setembro, com investimento de R$ 630 milhões e outorga de R$ 667 milhões. No setor ferroviário, o governo concedeu à Rumo S.A. importante trecho da Ferrovia Norte-Sul, de Porto Nacional (TO) à Estrela D’Oeste, ativo que renderá R$ 2,7 bilhões ­– ágio acima de 100%.

“O sucesso dos leilões demonstra que os investidores estrangeiros apostam nas oportunidades de negócios que o Brasil proporciona”, ressalta o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. Ele salienta que a transferência de ativos para a iniciativa privada impulsiona o crescimento econômico e do PIB, o que gera impactos significativos na movimentação de cargas e de passageiros no país, além de turbinar a geração de empregos.

OBRAS PÚBLICAS ­­– Além dos leilões, o governo também concluiu importantes obras públicas, como a revitalização da pista secundária do Aeroporto Internacional de Belém (PA) e as recentes entregas da reforma da pista do Aeroporto de Bonito (MS) e do recapeamento da pista e da área de desembarque do Aeroporto de Cataratas, em Foz do Iguaçu (PR). No setor aquaviário, houve a entrega do alinhamento do Berço 4 do Porto de Itajaí/SC. No que tange às rodovias, a pasta duplicou trechos da BR-101, tanto no Rio de Janeiro, quanto em Alagoas, além da pavimentação da BR-432/RR e da BR-235/BA. Outras obras que merecem destaque são a retomada das operações de cinco IP4 no Amazonas: Humaitá, Beruri, Borba, Canutamã e Santa Izabel do Rio Negro.

infografico MINFRA oquefoifeito v6 para site

Assessoria Especial de Comunicação
Ministério da Infraestrutura

registrado em:
Assunto(s): BALANÇO , LEILÃO , OBRAS ,
Fim do conteúdo da página