Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
ROADSHOW

Ministro apresenta programa de concessões em Nova York e destaca maturidade do Brasil

  • Publicado: Quarta, 18 de Setembro de 2019, 16h24
  • Última atualização em Quinta, 26 de Setembro de 2019, 15h51
  • Acessos: 1777

Objetivo dos encontros é atrair investidores para a carteira de projetos do Ministério, que projeta mais de R$ 200 bilhões em investimentos em portos, ferrovias, rodovias e aeroportos

Nova York (EUA) - O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, cumpre, até sexta-feira (20), uma série de compromissos com investidores e executivos de fundos globais, em Nova York (Estados Unidos). Freitas tem destacado as oportunidades de negócios no setor de transportes no Brasil e apresentado o programa de concessões de ativos de infraestrutura do governo federal. Para o ministro, o país aprendeu com os erros do passado e alcançou maturidade com o atual modelo de concessões, que hoje é o maior do mundo. A carteira de projetos do Ministério da Infraestrutura projeta mais de R$ 200 bilhões em investimentos em portos, ferrovias, rodovias e aeroportos.

Segurança jurídica, previsibilidade e ambiente institucional favorável são apontados pelo ministro como diferenciais que geram confiança no país. Tem chamado a atenção da comitiva brasileira – que inclui representantes do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI)/Casa Civil, da Agência Brasileira de Promoção de Exportação e Investimentos (Apex) – o alto grau de interesse no mercado brasileiro e o bom nível de conhecimento sobre o país demonstrado por executivos e investidores durante os encontros.

Algumas das maiores instituições financeiras do mundo, como Citibank, JP Morgan, Morgan Stanley, Dentons,  ACG e Global Infrastructure Partners (GIP), estão recebendo os representantes do governo brasileiro. Na sexta-feira, no encerramento do roadshow em Nova York, o ministro Freitas fala sobre o atual momento do país nas agências de classificação de risco Moody’s e Standard & Poor’s Global.

PROJETOS VERDES - Nos encontros realizados até agora, Freitas tem respondido a perguntas principalmente sobre o modelo de outorga variável adotado no programa de concessões do Ministério, que, para o ministro, traz mais segurança aos investidores e ao próprio governo, beneficiando os usuários dos serviços de infraestrutura. Outros temas como financiamento e o papel do BNDES, questões ambientais e a atuação dos órgãos de controle brasileiros também têm estado na pauta das conversas.

Sobre questões ambientais, o governo deu um passo importante com a assinatura, na segunda-feira (16), de Memorando de Entendimento com a Climate Bonds Initiative (CBI), organização internacional sem fins lucrativos que faz a certificação de projetos sustentáveis. Com a parceria, o ministério busca “selo verde” para os projetos de concessão de ativos de infraestrutura, o que possibilitaria aos investidores acessar financiamento no mercado de green bonds (títulos verdes).

“A certificação dos projetos de infraestrutura do ministério como ‘projetos verdes’ vai nos proporcionar acesso a um funding mais barato e vai mostrar para o mundo que nós temos preocupação ambiental”, disse o ministro Freitas. “Harmonizar a provisão da infraestrutura com a preservação e a sustentabilidade será sempre uma preocupação nossa na estruturação de projetos”, afirmou.

 

Assessoria Especial de Comunicação

Ministério da Infraestrutura

Notícias Relacionadas


Fim do conteúdo da página