Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Ministro dos Transportes recebe comitiva de empresários chineses

O ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, recebeu, nesta quarta-feira (16), um grupo de empresários chineses liderado pelo vice-diretor da Comissão de Supervisão e Administração de Ativos do Governo Popular Municipal de Chongqing, Feng Yue. Os empresários têm interesse em construir um parque industrial de processamento de alimentos em Barreiras (BA) e em investir em infraestrutura para viabilizar o projeto.
  • Publicado: Terça, 15 de Março de 2011, 21h00
  • Última atualização em Terça, 15 de Março de 2011, 21h00

O ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, recebeu, nesta quarta-feira (16), um grupo de empresários chineses liderado pelo vice-diretor da Comissão de Supervisão e Administração de Ativos do Governo Popular Municipal de Chongqing, Feng Yue. Os empresários têm interesse em construir um parque industrial de processamento de alimentos em Barreiras (BA) e em investir em infraestrutura para viabilizar o projeto.

Há dois anos, em parceria com o Governo da Bahia, os chineses trabalham na instalação de uma empresa esmagadora de soja, em Barreiras (BA), chamada Chonqing Red Dragonfly Oil Co. – LTD. “Viemos perguntar ao ministro a melhor forma de cooperar com o governo brasileiro na construção de infraestrutura”, disse Yue. “Tenho certeza que vamos criar raízes profundas no Brasil”, completou.

Nascimento disse que a presença chinesa no mercado brasileiro é bem vinda e que deixará à disposição informações sobre o Programa de Aceleração do Crescimento com os possíveis investimentos nos próximos quatro anos no país. “O PAC prevê, por exemplo, obras em ferrovias, hidrovias e rodovias”, esclareceu.

Os empresários chineses também demonstraram interesse em receber incentivos fiscais, caso investissem em infraestrutura no Brasil, mas foram informados, pelo ministro, da impossibilidade desse pleito. “Incentivo fiscal nós não podemos dar, mas há sempre a possibilidade de participar de concessões”, explicou.

O ministro aproveitou a presença da comitiva chinesa para informar que, para a obra da Ferrovia de Integração Oeste Leste (Fiol), a Valec importou da China 250 mil toneladas de trilhos e fez uma sugestão. “Talvez o ideal fosse fazer a produção desses trilhos aqui no Brasil”, propôs.

registrado em:
Assunto(s): Notícia
Fim do conteúdo da página