Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
AVIAÇÃO CIVIL

Aeroporto de Santo Ângelo (RS) é reaberto e já pode captar voos regulares

  • Publicado: Segunda, 23 de Maio de 2016, 10h45
  • Última atualização em Quinta, 02 de Junho de 2016, 14h56

230520162Terminal é o primeiro do Brasil a concluir obras no âmbito do Programa Federal de Auxílio a Aeroportos, sob gestão da Secretaria de Aviação Civil. Investimento total dos governos federal e estadual é da ordem de R$ 5 milhões

O diretor do Departamento de Gestão do Programa Federal de Auxílio a Aeroportos (PROFAA), Eduardo Bernardi, e o secretário de Transportes do RS, Pedro Westphalen, inauguraram na tarde deste domingo (22) a repavimentação da pista de pouso e decolagem do Aeroporto Sepé Tiaraju, no município de Santo Ângelo (RS), Noroeste gaúcho. A obra, pleito antigo da população, é a primeira do Brasil a ser concluída no âmbito do PROFAA, sob gestão da Secretaria de Aviação Civil. Na ocasião, eles também entregaram as chaves de um carro contraincêndio doado pela Secretaria ao aeródromo, requisito para operação de aeronaves de médio porte.

Também participaram da solenidade a diretora do Departamento Aeroportuário do RS, Lígia Alves, o prefeito de Santo Ângelo, Valdir Andres, o secretário municipal de Obras e Serviços Urbanos, Rodrigo Medeiros, o representante da companhia aérea Azul, José Luiz Felber, além de parlamentares federais e estaduais, gestores de municípios da região, empresariado, associações e comunidade locais.

Para a restauração de pista, pátio de aeronaves, cerca operacional e sinalização vertical, foram investidos R$ 5,13 milhões, sendo R$ 3,6 milhões da Secretaria de Aviação e R$ 1,5 milhões de contrapartida do governo estadual. “A entrega do aeroporto à comunidade santoangelense é um símbolo da importância das políticas voltadas à aviação regional. Conectar o País é levar mais desenvolvimento a polos importantes como Santo Ângelo, capital das Missões e município de grande potencial turístico", defendeu Bernardi. De acordo com o diretor, a expectativa do governo federal é o Aeroporto de Vitória da Conquista, na Bahia, seja o próximo a concluir obras, no início do segundo semestre.

Para a advogada santoangelense Letícia Campos, 22 anos, a entrega do aeroporto da cidade "parece até um sonho, porque facilita demais a vida da gente. Desde demandas da economia local até os nossos planos de lazer, a expectativa é que tudo mude para muito melhor", comemora.

A Azul Linhas Aéreas já solicitou autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para operar voos regulares no terminal da cidade a partir de setembro. A informação foi dada pelo representante da companhia aérea José Luiz Felber: "Agora falta pouco para que Santo Ângelo seja o sétimo destino operado pela Azul no Rio Grande do Sul", garantiu.

Segundo o secretário gaúcho de Transportes, Pedro Westphalen, a entrega do aeroporto é "resultado da ação e parceria de um trabalho conjunto de líderes regionais, estaduais e federais". O prefeito Valdir Andres também enfatizou que "a recuperação da pista é motivo de profundo agradecimento a todos os parceiros envolvidos, pois tivemos um grande trabalho para solucionar entraves burocráticos e administrativos que paralisavam a obra. Esta é uma vitória da nossa região", comemorou.

A diretora do Departamento Aeroportuário do RS, Lígia Alves, lembrou que "a comunidade estava muito desgastada pela falta do aeroporto. Mas graças ao grande apoio da Secretaria de Aviação Civil, conseguimos entregar a obra".

De acordo com o deputado estadual Eduardo Loureiro, a distância da cidade até grandes centros econômicos do Estado e da região Sul do País torna "fundamental que tenhamos uma infraestrutura logística, de transportes, de rodovias, ferrovias e de transporte aéreo. Ter um aeroporto nestas condições é um fator estratégico para o nosso desenvolvimento", defendeu.

De acordo com o diretor Eduardo Bernardi, o projeto de reforma do aeroporto de Santo Ângelo permitiu a ampliação de capacidade da pista, que passará da categoria 2C para a categoria 3C, o que viabiliza a operação de aeronaves como as do modelo Embraer 190, com capacidade para 100 pessoas, e de turboélices ATR 72-600, de 70 assentos.

BENEFÍCIOS – Com a conclusão da obra, o aeroporto poderá receber voos regulares ligando o município a inúmeros destinos de todo o Brasil – a começar pela capital do Estado, cujo trajeto aéreo é estimado em pouco mais de uma hora. Atualmente, a população local gasta até sete horas, pela via terrestre, para se deslocar até Porto Alegre. A expectativa é que o terminal de Santo Ângelo se transforme em um hub regional para demandas de saúde e educação de regiões das Missões, Grande Santa Rosa, Celeiro, Alto Jacuí, Planalto Médio e Fronteira Noroeste, podendo beneficiar aproximadamente 100 municípios e quase 1 milhão de pessoas.

PROFAA – O PROFAA possui dez convênios assinados para investimentos em aeroportos regionais em todo o Brasil. O valor total chega a R$ 159,4 milhões, sendo R$ 137,2 milhões provenientes do programa do governo federal. Entre as principais obras contempladas pelos recursos estão a ampliação e reforma de pistas de pouso/decolagem, terminais de passageiros, pistas de taxiway, equipamentos para auxílio à navegação, entre outros.

Assessoria de Imprensa
Secretaria de Aviação Civil
Telefone: (61) 3311.7255/7133
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Twitter: @AviacaoGovBr
Facebook: www.facebook.com/AviacaoGovBr
Instagram: www.instagram.com/aviacaogovbr
Flickr: www.flickr.com/photos/aviacaogovbr

registrado em:

Notícias Relacionadas


Fim do conteúdo da página