Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
ANUÁRIO ESTATÍSTICO

Ministério da Infraestrutura e EPL publicam nova edição do Anuário Estatístico de Transportes

  • Publicado: Sexta, 12 de Julho de 2019, 11h52
  • Última atualização em Sexta, 19 de Julho de 2019, 15h19

Documento traz informações sobre a movimentação de cargas e de passageiros e da infraestrutura logística do país; dados englobam período entre 2010 e 2018

O Ministério da Infraestrutura publicou, nesta sexta-feira (12), a 3ª edição do Anuário Estatístico de Transportes, trabalho desenvolvido em parceria com a Empresa de Planejamento e Logística S.A – EPL. O documento traz informações sobre o transporte de cargas e de passageiros e da infraestrutura logística do país, com dados consolidados de todos os segmentos do setor entre 2010 e 2018.

A publicação está dividida em oito capítulos que trazem os índices econômicos e dados das principais cadeias produtivas do país, além dos quantitativos de infraestrutura de todos os modos e investimentos públicos e privados no setor de transporte, movimentação de cargas e de passageiros, acidentes de tráfego e meio ambiente.

O comportamento dos diversos modos de transporte ao longo dos anos pode ser acompanhado a partir de gráficos comparativos, mapas e tabelas disponíveis no material. Assim, também é possível extrair do Anuário panoramas, cruzar dados e programar soluções para o setor logístico e de transportes.

A disponibilização de dados oficiais amplia o conhecimento das atividades do setor de transporte pela sociedade e permite a realização de pesquisas, estudos e análises mais abrangentes. O objetivo é que o Anuário possa embasar instituições públicas e privadas na formulação de políticas públicas, na tomada de decisão, no planejamento de transportes e na avaliação de cenários.

PRINCIPAIS DADOS - No transporte de passageiros, por exemplo, o Anuário revela que o número de pessoas transportadas no setor aéreo cresceu 3,3% no mercado doméstico e 9,7% no mercado internacional, entre 2017 e 2018. No modo ferroviário, o transporte de passageiros em linhas regulares também cresceu 15,7% nos dois últimos anos.

O documento traz, ainda, um panorama do transporte de cargas no Brasil. No setor ferroviário, o destaque é para o transporte de minério de ferro, que correspondeu a 77,5% de toda a carga movimentada em 2018. Já no setor aquaviário, o transporte de graneis sólidos ocupou o primeiro lugar na movimentação, no ano passado. O transporte por contêineres também cresceu entre os dois últimos anos, tanto no longo curso (5,3%) quanto na cabotagem (13,1%). Por fim, os números no setor aéreo são positivos e revelam acréscimo de 13,2% na carga paga transportada nos voos domésticos e de 14,4% nos voos internacionais.

POLÍTICA NACIONAL DE TRANSPORTES – O Anuário Estatístico está em consonância com a PNT (Política Nacional de Transportes), que possui como diretriz fundamental a divulgação de dados, informações e ações do setor de transporte, de modo amplo, periódico e acessível. O documento também está alinhado com o Planejamento Estratégico 2019-2022 do Ministério, que destaca a necessidade de aprimorar a disponibilidade, qualidade e integração das informações do setor.

Leia a íntegra do documento aqui

 

Assessoria Especial de Comunicação

Ministério da Infraestrutura

registrado em:

Notícias Relacionadas


Fim do conteúdo da página